Dica do Brasileiro: Hostel em Madrid

Quando cheguei à Espanha, decidi ficar em um albergue enquanto procurava um apartamento pra dividir. Fiquei no Mucho Madrid, que encontrei com boas recomendações no hostels.com e acabei indicando pra todo mundo que vem pra Madrid e busca um lugar barato pra ficar. Convidei o Alexandre, amigo e compadre, pra escrever sobre a experiência dele lá. Esse é um post que abre a seção “Dica do brasileiro”. Valeu, Alê!

“Visitei Madrid em março de 2012 e me hospedei no albergue Mucho Madrid. Eu e minha mulher (acho este termo estranho, porém menos pior que o péssimo ‘esposa’) ficamos em um quarto para quatro pessoas e gostamos bastante do ambiente: o Mucho Madrid é diferente dos outros albergues onde ficamos durante nosso mochilão pela Europa por ser bem pequeno – ele possui apenas cinco quartos, o que garante um clima sossegado para quem não está lá em busca de agito. Nada de bagunça nos corredores ou música e risadas altas na madrugada, um alívio para quem passava o dia gastando a sola do tênis e curtindo as atrações da cidade.

Quarto para quatro pessoas no Mucho Madrid

Quarto para quatro pessoas no Mucho Madrid

Aliás, a questão tranquilidade versus animação tem de ser muito bem avaliada por quem se hospeda em um albergue. Se você viaja sozinho e quer conhecer pessoas, ou está com amigos em busca de diversão, um bom ponto de partida para ter sucesso é escolher um albergue que favoreça a socialização. E, neste caso, eu pensaria muitas vezes antes de escolher o Mucho Madrid, que não possui boas áreas de convivência – por ser um antigo apartamento adaptado, possui apenas uma pequena recepção, que faz as vezes de sala de estar e onde está o computador oferecido aos hóspedes, e uma cozinha acanhada, apesar de limpa, organizada e bem equipada. E por falar em cozinha, o café da manhã que eles oferecem foi um dos melhores que encontramos nos albergues europeus.

Talvez por este perfil mais ‘intimista’, que era justamente o que esperávamos, eu e minha esposa gostamos muito do Mucho Madrid. A limpeza também foi um dos destaques positivos do local, tanto do quarto quanto dos banheiros. Com poucos hóspedes, o clima do Mucho Madrid lembra mais o de uma casa de praia nas férias do que o de um hotel. Aliás, a pequena equipe do albergue se destacou por sua prestatividade, inclusive dando as indispensáveis dicas para passeios em Madrid ou arredores – dicas muito úteis, por exemplo, para escolhermos o modo mais barato de chegarmos até a imperdível cidade de Toledo.

Mas, acima de tudo, o maior diferencial do Mucho Madrid, em minha opinião, é sua localização central. O albergue fica no sétimo andar de um edifício localizado na Gran Via – importantíssima avenida da capital espanhola repleta de restaurantes, teatros e cinemas –, a apenas um quarteirão de duas estações de Metrô (Santo Domingo e Plaza de España) e à distância de uma caminhada de pontos turísticos da bela Madrid, como o Palácio Real e o Templo Egípcio.

Vista do quarto - Gran Vía sentido Plaza de Cibeles

Vista do quarto – Gran Vía sentido Plaza de Cibeles

Ah, o Mucho Madrid também está a dois quarteirões de um templo de outra categoria: o consumo. El Corte Inglés, a casa de departamentos que pode ser mal comparada a um Mappin ou Mesbla que deu certo. Um bom lugar para comprar importantíssimos cartões de memória para minha câmera fotográfica, com o bônus de possuir um supermercado repleto de pães, queijos e jamóns a preços convidativos a um mochileiro…”

Pontos positivos

Localização
Limpeza
Tranquilidade
Bom café da manhã
Equipe prestativa

Pontos negativos

Falta de áreas de convivência
Apenas um computador para uso dos hóspedes (apesar disto, ele estava quase sempre desocupado)

Notas da Larissa
Tem wi-fi gratuito
A diária custa entre 20 e 30 euros por pessoa

BRASILEÑOS RECOMIENDAN:  HOSTAL EN MADRID

Cuando llegué a España, decidí quedarme en un hostal mientras buscaba un piso para compartir. Me quedé en el Mucho Madrid, que encontré con buenas recomendaciones en hostels.com y lo recomiendo a todos los que vienen a Madrid y buscan un sitio barato para quedarse. Invité a Alexandre, mi amigo y compadre, para escribir sobre su experiencia allá. Ese es un post que abre la sección “Brasileños recomiendan”. Muchísimas gracias, Alê!

“Visité Madrid en marzo de 2012 y me hospedé en el hostal Mucho Madrid. Yo y mi mujer (término que me parece raro, pero menos que el pésimo ‘esposa’) nos quedamos en una habitación para cuatro personas y nos gustó mucho el ambiente: Mucho Madrid es distinto de los otros hostales en que nos quedamos en nuestro viaje por Europa porque es bastante pequeño – sólo tiene cinco habitaciones, lo que garantiza un clima tranquilo para quien no busca fiesta. No hay lío en los pasillos o música y jajas altas en la madrugada, lo que era un alivio para quien pasaba todo el día caminando y conociendo la ciudad.

La verdad es que el tema tranquilidad vs. animación tiene que ser tenido en cuenta por quien se hospeda en un hostal. Si viajas solo y quieres conocer a gente o si estás con amigos en búsqueda de fiesta, un punto importante es buscar un hostal que favorezca la socialización. Y, en este caso, pensaría muchas veces antes de elegir a Mucho Madrid, que no posee buenas áreas de convivencia – por ser un antiguo piso adaptado, posee sólo una pequeña recepción, que sirve como un pequeño salón y que es donde está el ordenador disponible a los huéspedes; y una pequeña cocina, pero que es limpia, organizada y bien equipada. Hablando de eso, el desayuno fue uno de los mejores que encontramos e los hostales europeos.

Habitación con lockers y amplia

Habitación con lockers y amplia

Tal vez por este perfil más ‘intimista’, que era justamente lo que buscábamos, nos gustó mucho el Mucho Madrid. La limpieza también fue uno de los puntos positivos del sitio, tanto de la habitación como de los baños. El pequeño equipo del albergue se destacó por la utilidad, dándonos informaciones importantes sobre los paseos en Madrid y alrededor.

Pero, más que todo, la principal diferencia del Mucho Madrid, en mi opinión, es su ubicación central. El hostal está en el séptimo piso de un edificio en Gran Vía, sólo una cuadra de dos estaciones de Metro (Santo Domingo y Plaza de España) y es posible ir caminando a muchos puntos turísticos de la bella Madrid, como el Palacio Real y el Templo Egipcio.

Vista de Gran Vía desde el hostal

Vista de Gran Vía desde el hostal

Y el Mucho Madrid también está a dos manzanas de un templo de otra categoría: el consumo. El Corte Inglés es un buen sitio para comprar las importantísimas tarjetas de memoria para la cámara, además de poseer un mercado lleno de panes, quesos y jamón a buenos precios para un mochilero”.

Puntos positivos

Ubicación
Limpieza
Tranquilidad
Buen desayuno
Equipo dispuesto a ayudar

Puntos negativos

Faltan áreas de convivencia
Sólo hay un ordenador para el uso de los huéspedes (aunque estaba casi siempre desocupado)

Apuntes Larissa
– Tiene wi-fi gratuito
– La diaria cuesta entre 20 y 30 euros por persona

Anúncios

5 Comentários

  1. […] Dica do Brasileiro: Hostel em Madrid […]

  2. Neuza · · Responder

    Olá!
    Adorei suas informações, estou preparando uma viagem a Madrid e está me orientando bastante. Nosso roteiro a principio está assim: Madrid 21 a 28/05 . Gostaria muito acrescentar Barcelona nesta semana, o que vc aconselha? pensei 26 a 28 a viagem a Barcelona seria de trem? Minha preocupação maior é com o retorno para o aeroporto de Madrid onde embarcamos as 19h para Lisboa no dia 28/05. (as passagens já estão compradas).
    Aguardo retorno. Obrigada!
    Há! e sobre Toledo, qual a maneira mais econômica de ir até lá) rsrsrs

    1. Oi, Neuza! Fico feliz de saber que o blog está te ajudando. Essa época que você escolheu para vir a Madrid é ótima, porque o clima costuma estar ótimo. A viagem de Madrid a Bcn pode ser feita de trem ou de avião. Talvez, seja mais vantajoso voltar de avião porque assim vocês já economizam o deslocamento até o aeroporto, não? Acho que essas datas que você colocou estão bacanas ou aumentaria um dia em Bcn porque como está calor talvez dê até para aproveitar um dia de praia por lá.
      A forma mais barata de ir a Toledo é de ônibus, com a empresa Alsa. Os ônibus saem do terminal que está na Plaza Elíptica (você chega até lá facilmente de metrô) e a passagem custa por volta de 6 euros o trajeto e leva uns 50, 55 minutos.

      Boa viagem!

  3. Boa Noite, eu, minha mãe e minha cunhada vamos para Barcelona em agosto, e gostaríamos de passar uns 4 dias em Madri, estamos pensando ir de trem de Barcelona para Madri, tem algumas dicas para se fazer em Madri com baixo custo, como: hospedagem, restaurantes, passeios, qual transporte devo usar: ônibus ou trens? quais os pontos turísticos posso visitar em 4 dias? Aguardo contato
    Muito Obrigada
    Um grande abraço
    Lucia Gurgel

    1. Oi, Lucia! Praticamente meu blog inteiro é sobre como passear por Madrid sem gastar muito. É só usar a ferramenta de busca que você vai encontrar tanto opções de hotéis, como restaurantes, bares e dicas de transporte! 🙂 Um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: