Festas de Reveillón

Nunca passei o Reveillón em Madrid. O último foi em Santander, uma cidade ao norte do país onde mora um dos meus milhares de primos. Apesar disso, vou arriscar umas dicas de festas de reveillón para gostos bem diferentes.

Como já disse no post anterior, é tradicional passar a virada da Nochevieja en Puerta del Sol. Depois, todos os espanhóis farão botellón, que nada mais é do que beber (MUITO) na rua. Cada grupo leva seu rum, vodka, coca-cola, fanta, copinhos de plástico, gelo e improvisa no meio da rua. Por isso, as baladas só começam a encher mais tarde, lá pelas três da manhã…

Vou fazer uma listinha de quatro festas que me parecem bacanas sem custar um absurdo – as festas de Reveillón costumam ser caras, prepare o bolso!  – e uma festa pra quem quer curtir no dia 1º.

Independance Club – Para quem gosta de rock (desde Beatles até indie, alternativo, punk), o Independance é um bom lugar. Um dos DJs nessa Nochevieja é Marky Ramone e a entrada custa 15 euros (com uma ‘copa’) ou 22 (com duas ‘copas’). Abre à 00:30 e vai até às 7h. Não sei se lota, então quem quiser se garantir pode comprar a entrada nesse site.

independance

Pub Crawl – Até São Paulo já tem sua versão do Pub Crawl e aqui em Madrid já existe há um bom tempo. Para quem não conhece, funciona assim: todo mundo se reúne na hora marcada em um ponto de encontro e o pessoal da organização vai te levando por três bares da cidade e uma balada pra terminar. No Reveillón tem essa versão especial, que começa às 20h (absurdamente cedo pros espanhóis) e vai até sabe-se lá que horas. O Pub Crawl Nochevieja custa 50 euros, mas os participantes têm direito a várias bebidas (por exemplo, um shot de Jägerbomb no primeiro bar e um shot de tequila no segundo e terceiro bares, 90 minutos de cerveja, sangria ou refrigerante à vontade) e entrada garantida na balada. Recomendo só para quem está sozinho na cidade e quer fazer amigos, porque com certeza vão ter outras pessoas na mesma situação. Para quem quer conhecer madrileños, é um pouco furada. O ponto de encontro é na Plaza Mayor.

Vía Láctea – não é exatamente uma balada porque fecha às 3h, mas essa noite fica aberto da 1h às 8h. Eu adoro esse lugar, toca rockabilly, as pessoas são super estilosas e é bem central, o que permite ir pra qualquer lugar caminhando. A entrada custa 10 euros (com uma copa ou duas cervejas). A Vía Láctea fica na Calle Velarde, 18.

Fazendo esquenta no Vía Láctea

Fazendo esquenta no Vía Láctea

Maloka – para matar a saudade do Brasil e ouvir samba, forró e outras coisas “típicas”, além de beber caipirinha. Abre à 1h, não custa nada para entrar e ainda ganha um shot (chupito). O Maloka está na Calle Salitre, 36, Lavapiés.

maloka

E para começar o ano “a tope”:

GOA – é a maior festa eletrônica de Madrid. Acontece todos os meses num lugar chamado Fabrik, que está a uns 30 minutos de ônibus do centro da cidade. Já fui a duas GOAs e posso dizer que quem gosta de música eletrônica vai curtir MUITO. O lugar é imenso e super bonito, são três ambientes e está sempre cheio (mas ninguém entra assim que começa, todo mundo faz botellón – por hoooooras – no estacionamento). A festa funciona das 15h às 3h e a entrada custa 40 euros (quem entra até às 17h ganha duas copas, quem entra depois não ganha nada). Quem não tem carro pode ir no ônibus da própria organização, que sai da Plaza de España a cada meia hora e custa 2 euros/trajeto.

Verão na GOA

Verão na GOA

Fiesta de Nochevieja

Nunca estuve en Madrid en Nochevieja. La última fue en Santander, una ciudad al norte del país donde vive uno de mis millares de primos. Aun así, voy a arriesgarme a recomendar algunas fiestas de nochevieja para distintos gustos.

Como ya dije en el post anterior, es tradicional pasar la velada de Nochevieja en Puerta del Sol. Después, todos los españoles harán botellón, o sea, beber (MUCHO) por la calle. Cada grupo lleva su propio ron, vodka, coca-cola, fanta, vasitos de plásticos, hielo e improvisan por la calle. Por eso, las discos se llenan sólo alrededor de las tres de la mañana…

Aquí hay una lista de cuatro fiestas que me parecen guays sin costar tan caro – las fiestas de Nochevieja son generalmente caras – y una fiesta para el día 1.

Independance Club – Si te gusta el rock (desde Beatles hasta indie, alternativo, punk), el Independance es un buen sitio. Uno de los DJs esta Nochevieja es Marky Ramone y la entrada cuesta 15 euros (con una copa) o 22 (con dos copas). Abre a las 00:30 y va hasta las 7h. No si estará muy lleno, pero es posible comprar la entrada anticipada en esa página.

Pub Crawl – hasta São Paulo tiene su versión del Pub Crawl y en Madrid ya lo hay hace tiempo. A los que no conocen, funciona así: todos se reúnen a la hora fijada en un punto de encuentro y  los tíos de la organización les van llevando por bares de la ciudad y una disco para terminar. En Nochevieja, hay esa versión especial, que empieza a las 20h (suuuper pronto!) y va hasta una hora desconocida. El Pub Crawl Nochevieja cuesta 50 euros, pero los participantes tienen derecho a varios chupitos (uno en cada uno de los tres bares y uno en la disco), 90 minutos de barra libre de cerveza, sangría o soda, además de entrada libre en la disco. Recomiendo a los que están solitos en la ciudad y buscan amigos, porque seguro encontrarán otras personas en la misma situación. A los que quieren conocer madrileños, esa no es una buena elección. El punto de encuentro es en la Plaza Mayor.

Vía Láctea – no es exactamente una disco porque cierra a las 3h, pero esa noche quedará abierto de la 1h hasta las 8h. A mí me encanta ese sitio, toca rockabilly, la gente es majísima y es céntrico, lo que permite ir a cualquier parte caminando. La entrada cuesta 10 euros (con una copa o dos cervezas). La Vía Láctea está en la Calle Velarde, 18.

211196_467110806679982_939553238_n

Maloka – para no echar de menos a Brasil o para conocer un sitio brasileño y escuchar samba, forró y otras cosas ‘típicas’, además de tomar caipirinha. Abre a la 1h, no cuesta nada para entrar y te regalan un chupito. El Maloka está en Calle Salitre, 36, Lavapiés.

Y para empezar el año “a tope”:

GOA – es la principal fiesta electrónica de Madrid. Ocurre todos los meses en Fabrik, que está a unos 30 minutos del centro de la ciudad en autobús. Ya fui a dos GOAs y puedo decir que si te gusta la música electrónica, seguramente te gustará. El sitio es muy grande y muy guay, son tres ambientes y está siempre lleno (pero nadie entra cuando la fiesta empieza, todos hacen botellón por horas en el parking). La fiesta funciona de las 15h a las 3h y la entrada cuesta 40 euros (los que entran hasta las 17h ganan dos copas, los que entran después no ganan nada). Los que no tienen coche pueden ir en un autobús que sale de la Plaza de España y cuesta 2 euros.

Anúncios

2 Comentários

  1. […] que eu sei que vai ter tudo isso é o Maloka, um bar brasileiro sobre o qual já tinha comentado aqui. Minha amiga Letícia comentou que em Lavapiés, bairro onde está o Maloka, os bares também se […]

  2. […] Fabrik é uma das baladas mais tradicionais de música eletrônica em Madrid (como eu já contei nesse post) e a cada mês acontece a festa Goa, celebrada sempre no domingo (começa umas 17h e vai […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: