Alugar apartamento/quarto em Madrid

Uma das perguntas que mais me fazem quando falo que moro em Madrid é: qual é o melhor lugar para morar? Adoraria responder em uma frase, mas tudo vai depender de vários fatores e o principal deles é dinheiro. Mesmo com a crise, que teve sua origem na bolha imobiliária, morar em Madrid não é barato (não tanto como dizem que é em Berlim, mas nem tão caro quanto Paris ou Londres).

Média de aluguel de quarto em Madrid: 350 euros, mas o centro é mais caro!

Média de aluguel de quarto em Madrid: 350 euros, mas o centro é mais caro!

Além da grana, há outras coisas que devem ser levadas em consideração: distância da escola/faculdade/trabalho, se vai dividir apartamento ou morar sozinho, vida noturna (a sua, porque morar longe do centro pode implicar num gasto significativo em táxi para voltar para casa; e a do bairro, porque dormir à noite faz bem!), contato com companheiros de apê, etc.

Minha experiência foi um pouco diferente da maioria porque não tive que correr atrás de anúncios e buscar apartamento. O amigo de um amigo já tinha morado aqui e me passou o email da dona do apartamento, entrei em contato com ela e, por coincidência, um dos três quartos estava livre. Dividir apê é sempre uma experiência meio complicada, principalmente se você só viveu com a família, como é o meu caso. Para mim, foi relativamente tranquilo: dividi o apê com duas colombianas gente boa, mas nosso convívio era bem básico e eu passava a maior parte do tempo no quarto. Tenho amigos que viveram os extremos: odiar o companheiro de piso e não olhar na cara dele ou fazer grandes amigos que se tornam uma cia. importante nesse período longe de casa.

Vista da Ponte de Toledo, pertinho de onde morava. Fora do centro = preços mais acessíveis

Vista da Ponte de Toledo, pertinho de onde morava. Fora do centro = preços mais acessíveis

Como a cidade é lotada de estrangeiros e pessoas de outras regiões do país que vêm para estudar/trabalhar, encontrar um apê é tarefa relativamente fácil. Basta entrar nos sites fotocasa ou Idealista (há muitos outros, esses são os maiores) e estabelecer os parâmetros de busca (grande parte é para dividir o apê). Para quem está saindo do Brasil e precisa de um apê, eu não recomendaria alugar sem ver antes porque pode ser uma furada. Mesmo que gaste um pouco mais, reserve um hostel por uns dias e, nesse período, visitar os apartamentos que interessam. Alguns incluem no preço do aluguel o valor da internet, água e energia e exigem que você pague dois aluguéis de cara – é como se fosse a fiança, que é devolvida ao final do contrato.

Preços

 De acordo com o site EasyPiso, o valor médio que se paga por mês de aluguel de um quarto é 330 euros, que me pareceu um pouco baixo em relação ao que vejo por aí. Pelo que pesquisei quando cheguei e o que vi nos sites, a média de aluguel por um quarto varia entre 300 e 600 euros. Já o último estudo da Fotocasa mostra os bairros com aluguel mais caro em Madrid – eles analisam o valor por metro quadrado de cada bairro, ou seja, o valor total do aluguel e não por quarto. O aluguel nos bairros mais caros custa entre 13 e 15 euros/ m² e os bairros mais VIP são, em ordem:

– Salamanca – Goya – Recoletos
– Salamanca – Lista
– Cibeles
– Chamberí
– Arguelles – Princesa

Nos bairros mais acessíveis, como Carabanchel ou Aluche, o aluguel por m² custa entre 8 e 9 euros.

Entre os bairros mais caros de Madrid estão aqueles que são vizinhos ao Parque do Retiro

Entre os bairros mais caros de Madrid estão aqueles que são vizinhos ao Parque do Retiro

Aqui vão cinco dicas para encontrar seu apê/quarto:

– Sempre visite antes e tente conhecer os companheiros de piso. Confira o transporte público e os serviços básicos.
– Pergunte se está ok receber a visita de amigos, família ou namorado/a. Pode parecer besteira no começo, mas com certeza vai ter gente querendo te visitar!
– Pergunte sobre a fiança e o que está incluído e o que não está. Em relação aos gastos não incluídos, pergunte se são fixos (como internet) ou variáveis (como energia) e quanto costumam custar os variáveis.
– Tenha em conta seu objetivo. Quer estudar e precisa se concentrar? Não vá viver em La Latina ou Malasaña porque as distrações (e tentações) são enooormes! Assim como pode acontecer se você quer curtir muito e seus companheiros de piso são paradões e nunca deixam você fazer uma festinha.
– Madrid tem apartamento super antigos, muitos edifícios baixo não têm elevador e a maioria não tem porteiro, o que torna o custo do condomínio (comunidad) mais baixo.
– A vontade é grande, mas fuja dos brasileiros. Nada contra, mas essa é uma oportunidade única de conhecer gente nova, praticar o espanhol, provar comidas novas, etc.

Juro que adoraria fazer um infográfico dos bairros, mas com meus dotes artísticos não vai rolar 😦

Hasta pronto!

Alquilar piso/ habitación en Madrid

Una de las preguntas que más oigo cuando digo que vivo en Madrid es: ¿cuál es el mejor barrio para vivir? Me encantaría que la respuesta fuera sencilla, pero todo depende de muchos factores y el principal de ellos es el dinero. Mismo con la crisis, vivir en Madrid no es barato (no como dicen que es Berlín, pero tampoco tan caro como París o Londres).

Además del dinero, hay otros puntos importantes: distancia en relación a escuela/uni/curro, si vas a compartir el piso o vivir solo, estilo de vida, contacto con los compañeros de piso, etc.

Mi experiencia alquilando un piso fue un poco distinta de la mayoría porque no tuve que buscar anuncios. Un amigo de un amigo mío ya había vivido en Madrid y me dio el email de la dueña de un piso, me puse en contacto y, por coincidencia, una de las habitaciones estaba libre. Compartir piso es siempre una experiencia un poco difícil, especialmente si sólo has vivido con la familia, como es mi caso. Para mí fue relativamente tranquilo: compartí el piso con dos colombianas muy majas, pero nuestra convivencia era bastante reducida y yo pasaba gran parte del tiempo en mi habitación. Tengo amigos que vivieron los extremos: odiar al compañero de piso y no mirarle a la cara o hacer grandes amigos.

Como la ciudad tiene muchos extranjeros y personas de otras partes del país que vienen a estudiar/ trabajar, encontrar un piso o habitación es fácil. Basta con acceder a páginas como fotocasa o Idealista y establecer los parámetros de búsqueda. Yo no recomiendo alquilar sin antes ver el piso y los compañeros, porque puede no ser lo que aparece en las fotos. Algunos incluyen en el valor del alquiler el agua, el internet y energía y exigen que pagues dos alquileres el primer mes – es la fianza.

Piso en el centro de Madrid

Piso en el centro de Madrid

Precios

De acuerdo con la página EasyPro, el valor medio que se paga para alquilar una habitación es 350 euros, lo que me pareció un poco bajo a lo que veo. Cuando busqué piso y por lo que veo en Internet, alquilar un piso cuesta entre 300 y 600 euros. Ya el último estudio de Fotocasa muestra los barrios con alquiler más caro en Madrid – ellos analizan el valor por metro cuadro de cada barrio, o sea, el valor total del alquiler del piso y no de la habitación. El alquiler en los barrios más caros cuesta entre 13 y 15 euros/m² y los barrios son:

– Salamanca – Goya – Recoletos
– Salamanca – Lista
– Cibeles
– Chamberí
– Arguelles – Princesa

En los barrios más asequibles, como Carabanchel o Aluche, el alquiler por m² cuesta entre 8 y 9 euros.

Aquí van cinco recomendaciones para encontrar su piso/habitación:

– Siempre visite antes e intente conocer los compañeros de piso. Echa un vistazo al transporte público y los servicios básicos cercanos.
– Pregunta si puedes recibir a tu familia, amigos, novio/a cuando te visiten – y asegúrate de que tengas espacio para recibirlos.
– Pregunta lo que incluye el alquiler. Pregunta si los gastos son fijos o variables (como calefacción) – y cuanto suele ser el variable.
– Lleva en consideración tu objetivo. ¿Quieres estudiar y necesitas concentrarte? No vivas en La Latina o Malasaña porque es más fácil distraerse. Y también lo contrario.
– Madrid tiene pisos bastante antiguos y muchos edificios bajos no tienen ascensor y la mayoría no tiene un portero, así que en esos la “tasa de comunidad” es más baja.
– Intenta buscar gente de otras nacionalidades. No hay nada en contra en vivir con compatriotas, pero esa es una oportunidad única de vivir con gente nueva.

 Hasta pronto!

Anúncios

13 Comentários

  1. Ana Morais · · Responder

    Gostaria de saber onde posso procurar um quarto para alugar para estudante, em Espanha, mas em casa de uma família.

    1. Oi, Ana! Sinceramente, nunca vi isso por aqui de maneira direta, ou seja família-estudante. Isso costuma existir através de agências de viagens que oferecem cursos no exterior, como aconteceu comigo quando eu vim a primeira vez pra cá, há 10 anos, para estudar espanhol. Naquela época, eu contratei o curso e o alojamento na casa de uma família através da agência STB, mas não sei se eles oferecem apenas alojamento. Entre em contato com algumas agências da sua região para ver se isso é possível!

  2. Nelson · · Responder

    Olá Larissa, tudo bem?
    Gosto muito do seu blog e dicas que vc publica 😃

    Tenho cidadania espanhola, trabalho com informática e estou indo no início de 2016 à Madrid a procura de emprego, estou em dúvida onde ficar, pensei em hostel ou alugar de forma compartilhada algum quarto, mas o hostel seria mais fácil aqui do Brasil, vc tem alguma indicação? A princípio devo ficar 2, 3 meses e ver o que acontece.

    Obrigado.

    1. Oi, Nelson

      Quando cheguei em Madrid, eu fiquei neste hostel e fiquei bastante: http://estoesmadridmadrid.com/2012/12/04/dica-do-brasileiro-hostel-em-madrid/

      Mas eu recomendaria alugar o hostel por uma semana e depois tentar pegar um quarto em um apto dividido, porque você vai gastar muito menos e vai ter mais comodidade e privacidade.

      Um abraço!

  3. Nelson · · Responder

    Oi Larissa,

    Obrigado pelo retorno é dica do hostel! 🙂

    Sobre os bairros, vi no post que você listou os mais caros, mas com base na sua opinião qual seria o melhor custo benefício? Não queria ficar afastado do centro mas tb não quero gastar muito.

    Obrigado!

  4. Bianca · · Responder

    Oi Larissa, muito legal o blog!
    Por coincidência também estou vendo de ir neste mesmo periodo março/abril 2016 para fazer o curso de espanhol 2 meses.
    Estou dando uma olhada a media é 300 euros o mes de aluguel de um quarto, foi o menor valor que consegui. Com uma localização ok!

    Obrigada!
    Abraço

    1. Oi, Bianca! Sei lá porque seu comentário foi para caixa de spam e só vi agora. Fico feliz de poder ajudar. Espero que o apartamento dê certo e a viagem seja ótima. Um abraço!

  5. Diego Leal · · Responder

    Oi Larissa, eu, minha esposa e filho, estamos nos preparando para ir ano q vem morar na europa, temos cidadania italiana, gostaria de saber algum site em q eu possa ver alguns apartamentos para alugar, vc poderia me dar uma dica de bairros bons com acesso ao metrô? Desde já agradeço!!!

    1. Oi, Diego. No próprio post tem algumas dicas de sites onde você pode encontrar aptos para alugar. No entanto, as páginas que mencionei no texto (fotocasa, idealista, EasyPiso) são da Espanha e como você não disse em que país irá morar, não sei se elas se encaixam no que você procura. Na cidade de Madrid, praticamente qualquer lugar tem acesso fácil ao metrô. Sobre os melhores bairros, escrevi esse post com a colaboração de amigos que moram aqui: http://estoesmadridmadrid.com/2015/06/19/melhores-bairros-para-morar-em-madrid/ Um abraço

  6. Jorge Lima · · Responder

    Oi Larissa,

    Gostei muito do seu site. Muito ilustrativo e presta o maior apoio a pessoas como minha mulher eu eu, os quais pela primeira vez em Madri, não sabem por onde começar a procurar uma acomodação a preços factíveis.
    Quero ficar na cidade por um mes e gostariamos de ficar em casa de familia. Como devo fazer? Há algum site específico para procurar?
    Desde já, muito obrigado.

    1. Oi, Jorge! Obrigada pelo carinho. Nos sites que eu mencionei nesse post é possível encontrar apartamento para dividir, que seria o caso de vocês. Você pode usar sites como o Idealista, Fotocasa e EasyPiso e procurar por “pisos para compartir”. Boa sorte!

  7. Lucas da Costa Almeida · · Responder

    Oi tudo bem?

    Talvez eu vá para a Espanha por 6 meses (um semestre), pro intercâmbio da minha universidade. Pode ou ser em Madrid ou a de Coruña. Quanto você acha que eu vou gastar por mês tirando as passagens? Mesmo dividindo quarto e economizando? Se pudesse fazer um resumão de tudo eu ficaria grato risos!

    Muito Obrigado!

    1. Oi, Luciano. Nesse post – http://estoesmadridmadrid.com/2014/04/28/quanto-custa-morar-em-madrid/ – você encontra informações sobre o custo de vida em Madrid. Como é do ano passado, eu aumentaria em uns 10% os valores para ter uma noção mais atualizada. Em Coruña, o custo de vida deve ser um pouco mais baixo. Um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: