Dicas para quem quer trabalhar na Espanha: mercado de trabalho, salário, visto

Quem nunca sonhou em largar tudo e morar em outro país? A sensação que eu tenho é que o número de brasileiros que pensam em morar no exterior não para de crescer. Recebo vários e-mails por semana com perguntas sobre como vir morar em Madrid, como conseguir um emprego, como é a vida por aqui, se os salários são bons. Decidi fazer esse post porque percebi que as dúvidas entre aqueles que pensam em fazer as malas e emigrar costumam ser as mesmas e achei que seria útil respondê-las aqui.

O foco do post de hoje é trabalho na Espanha para brasileiros e espero poder ajudá-los um pouco com isso – lembrando que eu falo a partir da minha experiência e da de outros brasileiros que moram aqui.

– Quero morar e trabalhar na Espanha. O que devo fazer?

Para morar na Espanha, você precisa ter a nacionalidade espanhola (ou de outro país da União Europeia) ou ter um visto de trabalho ou de estudante. Se você quer vir com um visto de trabalho, você precisa de um trabalho! Isso significa que você já deve sair do Brasil com um trabalho na Espanha, ou seja, você precisa ser contratado estando aí no Brasil para ir ao consulado e fazer um pedido de visto de trabalho. Outra possibilidade é ser transferido da sua empresa do Brasil para a Espanha.

– Como procurar trabalho na Espanha?

Pela internet, é claro. Há sites de emprego onde você pode se cadastrar e começar a procurar. O maior deles é o Infojobs, mas há também o bebee – um portal novo que se parece um pouco o LinkedIn, mas com foco na busca de emprego. Há também duas páginas no Facebook que podem te ajudar: Jobs Trabalhos Portugueses em Espanha e Jobs – Portugueses em Espanha.

Embora sejam mais voltadas para quem é de Portugal, as vagas oferecidas normalmente pedem português fluente, ou seja, os brasileiros também se encaixam no perfil.

– É fácil encontrar trabalho na Espanha?

Essa é, provavelmente, a principal pergunta e sinto em informar que não é nada fácil encontrar trabalho na Espanha. A taxa de desemprego no país é de 23% e, entre os imigrantes, de 33%! Muitos jovens espanhóis decidiram tentar a sorte em outros países, como Alemanha, Inglaterra e também no Brasil.

Para um espanhol, é bem difícil encontrar um emprego aqui, mas para um brasileiro é ainda mais complicado porque eles acabam dando prioridade aos espanhóis. Mas, como em todos os lugares, há espaço de você for “O” cara da sua área: ser um super especialista de uma área onde faltam profissionais ajuda muito. Ter pós-graduação pode contar pontos, mas não é um diferencial: a Espanha é um dos países europeus com mais pessoas sobrequalificadas no mercado de trabalho, ou seja, tem gente com pós trabalhando em telemarketing e no comércio, por exemplo.

– E se eu tentar arriscar ir sem o visto de trabalho, é fácil encontrar um?

Não! Talvez você conheça alguém que veio pra Espanha há uns 10 anos e se deu super bem na vida. Naquela época, isso era bem provável, mas hoje em dia é quase impossível. Se você vier como turista e ficar ilegalmente no país, nenhuma empresa vai querer te contratar por um simples fator: se há tanta gente desempregada legalmente, por que fazer todos os trâmites burocráticos para contratar um estrangeiro ilegal?

– E empregos informais, como manicure ou pedreiro?

Claro que existe informalidade, mas esse “setor” também foi afetado pela crise e suas atividades se reduziram. Além disso, muitos donos de pequenos negócios não se arriscam a ter um trabalhador informal porque as multas são altíssimas. É uma furada!

– Pagam bem? 

Já cansei de dar notícias negativas nesse post, mas a verdade é que não. Bom, claro que tudo vai depender do seu salário e padrão de vida aí no Brasil. Apesar de a média salarial de todos os trabalhadores ser de 22 mil euros por ano, ela é de apenas 11 mil € para quem tem menos de 25 anos e de 16 mil € para quem tem entre 25 e 29. Entre os latino-americanos de todas as idades ela cai para 14 mil por ano. Desde o início da crise, os salários caíram e o custo de vida subiu, porque alguns impostos subiram, já o aluguel ficou mais barato.

Como bem lembrou a Rafa pelo Mundo, o custo de vida em Madrid é baixo se comparado com outras capitais europeias, como Paris ou Londres, e com as grandes cidades brasileiras. Aqui é possível viver com muito menos do que nessas cidades. Se você quiser saber mais sobre isso, escrevi um post sobre quanto custa morar em Madrid.

– Ok, já sei de tudo isso mas quero ir. O que você me recomenda? 

Primeiro, se você não tem um país ainda muito definido, eu diria para buscar outros países que oferecem mais possibilidades nesse momento, como Alemanha, Inglaterra ou EUA. Mas não recomendo ninguém a ir ilegalmente.

Se você quer vir trabalhar na Espanha, minhas dicas são:

– Planeje a viaje! Não tenha tanta pressa, estude, converse com pessoas que moram aqui e analise se vale a pena.
– Se ainda não conhece o país, venha antes como turista para descobrir se é o que você imagina e se é isso que você quer. Lembre-se: os próprios espanhóis têm saído daqui em busca de melhores oportunidades.
Aprenda espanhol antes de vir. Isso te ajudará muito, não só com trabalho, mas em tudo.
– Se você está estudando ou planeja seguir estudando, venha fazer uma pós na Espanha. O investimento é alto, mas você pode fazer um estágio e, quem saber, ser efetivado. Essa efetivação é difícil, mas pelo menos assim você já está dentro do mercado de trabalho e pode mostrar seu valor.
– Outra recomendação seria procurar emprego numa empresa espanhola que tem sede aí e, depois, tentar uma transferência.
– Se você é um profissional qualificado, sabe que é difícil conseguir um trabalho qualificado e um salário alto. Talvez, você tenha que trabalhar em outras áreas, ganhando bem menos e não sendo reconhecido. Aí, cabe a você escolher o que é a sua prioridade!

Se você já tem experiência como trabalhador/a na Espanha e quiser deixar uma dica, fique à vontade.

Espero ter ajudado!

Anúncios

77 Comentários

  1. Ainda sim temos que tentar não é? Até Por que o Brasil não está nenhuma maravilha.
    Claro, sempre mantendo o pé no chão e sem nenhum deslumbre de achar que a Europa é um conto de fadas.

    Gosto muito das suas dicas mocinha, sempre dou uma passada aqui para ler.
    Beijão =]

    1. Oi, Carlos

      Claro! O importante é fazer a decisão de vir ou não de maneira consciente, sabendo dos problemas e das vantagens. Que bom que o blog seja útil e tenha temas do seu interesse. Obrigada pelas visitas e pelo comentário. Esse feedback é muito bacana!

      Um abraço

  2. herika · · Responder

    Olá Larissa, constantemente procuro na internet brasileiros que moram na Espanha, para conhecer as historias, saber sobre dicas, enfim… me ajudar um pouco a tomar uma decisão um tanto difícil, ir embora com meu namorado para a Espanha, digo difícil pois, por mais que eu esteja muito bem com ele, terei que abrir mão de um emprego estável aqui no Brasil e assim como você, outros que tentaram relatam que não é nada fácil começar a vida ai na Espanha.

    Anotei os prós e contras da minha decisão para que o relacionamento não seja afetado por uma decisão impensada, levando em conta a parte prática do assunto, apesar que nesta situação é bem complicado ser prático, já que as emoções acabam interferindo.

    Tenho ainda alguns meses pra pensar (6 mais ou menos), e decidir que rumo tomar, o lado bom da historia é que meu emprego me permite uma “pausa” que posso utilizar para ver como é, mas fico receosa do começo, pois provavelmente não moraremos na cidade dos pais, ou dos amigos dele e não quero ficar deslocada, pois sei que pesa muito o fato de ficarmos totalmente dependente de alguém, aqui no Brasil tenho minha família, meus amigos, meu emprego…
    Bem… qualquer ajuda é bem-vinda.

    Obrigada e parabéns pelo blog!

    1. Oi, Herika! Tudo bem?
      Acho que a sua situação é bem vantajosa porque você tem a oportunidade de vir e “testar” sem perder seu emprego no Brasil. Só o fato de ter essa possibilidade já é um alívio bem grande. Como eu sempre digo aqui no blog, é importante saber o que você deseja para o seu futuro de forma geral: suas expectativas em relação à vida profissional, qualidade de vida, etc. Realmente ficar longe da família e dos amigos e, ainda por cima, estar sem trabalho é bem complicado, porque tudo de bom e ruim que acontece cai no relacionamento. Quando eu decidi ficar aqui, o começo também teve seus desafios, mas em certo sentido foi um bom teste para a relação com o meu namorado.
      O que eu te falo da minha experiência pessoal é: eu valorizo morar numa cidade grande, onde há uma ampla oferta cultural gratuita ou acessível, assim quando bate a tristeza, eu vou pro museu, vou pro parque, saio e vejo gente. Isso é muito importante pra minha saúde mental, rs! A outra coisa é: matricule-se num curso, mesmo que seja curtinho, para tentar fazer amigos. Isso ajuda muito!

      De resto, o que eu digo é: venha com o coração aberto para viver com pessoas de uma nova cultura, para aprender coisas novas e para curtir. Não fique pensando tanto no que está acontecendo no Brasil ou em como seria sua vida se você tivesse ficado porque senão você nunca vai curtir 100% a vida aqui. Boa sorte!!

      1. hérika · ·

        Oi Larissa! Obrigada pelas dicas. Acredito que seja esse o pensamento mesmo.
        Dia 29/04 estarei ai em Madrid, estou de férias e ficarei 20 dias na Espanha, ficarei em Madrid até dia 02/05, pois no domingo iremos pra Zaragoza vistar os pais do meu namorado e passar o dia das mães.
        Podíamos marcar um café se você tiver disponibilidade.
        De qualquer forma obrigada de verdade, não sabe o quanto gostei do que escreveu, a vida é muito curta pra não tentarmos novas possibilidades! Se der tudo certo irei de coração aberto!
        Grande bjo!

      2. Oi, Hérika! Me escreva e tentamos marcar algo: estoesmadridmadrid@gmail.com. Te desejo sorte, sucesso e mta felicidade para você e seu namorado!

  3. Não poderia descrever melhor a situação, menina! Obrigada mais uma vez!

    1. Obrigada você por passar aqui! 😀

  4. Nelson · · Responder

    Oi Larissa,

    Vejo ofertas da área de informática e quando tem alguma informação de salário é apenas o bruto ano.

    Gostaria de saber se normalmente existe algum benefício como aqui no Brasil, por exemplo: Férias, Vale Refeição, Vale Transporte. Sei que isso varia de vaga para vaga, mas queria saber de uma maneira geral como é isso.

    Pelo que notei nos seus comentários você não é da área de informática, mas você conhece alguém que é e que possa me dar algumas dicas sobre a área?

    Obrigado.

    1. Nelson,

      Tudo bem? Não conheço ninguém dessa área que possa te passar informações sobre isso. Um contrato de trabalho inclui férias, já o vale-refeição varia de acordo com a empresa e aqui não é comum pagar vale-transporte (em torno de 55 euros por mês na região A de Madrid).
      Quando colocam o salário-bruto anual, ele já costuma incluir o 13º salário, ou seja, você teria que pegar esse valor e dividir por 13.

      Sorte!

  5. Oi Larissa, cai de paraquedas no seu blog atrás de outro blog de língua portuguesa em Madrid vou adicionar esse post no meu blog, e indica-lo mesmo após ver que vc foi super grossa comigo recentemente pelo instagram apenas pq marquei as fotos minhas de Madrid 🙂 Eu morei em Madrid em 2009 e pretendo voltar em breve. Quando vejo reações como a sua no instagram eu penso: nossa que feio, tinha que ser brasileiro. E sabe por que ? Outros blogueiros do mundo inteiro nunca fizeram isso….enfim…..não tem necessidade entende ? bjss

    1. Oi, Glaucia

      Uma pena que você tenha ficado com essa impressão. Pelo que eu te lembre, eu só pedi para que você não me etiquetasse mais nas suas fotos, porque, pra mim, etiquetar é quando realmente a outra pessoa aparece ou estava junto naquele momento. Eu fiquei chateada porque em nenhum momento você perguntou se estava ok me marcar em várias fotos e você nunca interagiu comigo, não curtia minhas fotos. Se você fosse uma pessoa que trocasse ideia por lá, não teria nenhum problema.
      Quanto ao fato de ser brasileiro, sinto muito que você tenha essa visão. Assim como existe brasileiros gente boa, existem aqueles que não são tanto e o mesmo acontece com estrangeiros.
      Obrigada por indicar o blog, apesar da sua percepção negativa.
      Um abraço!

  6. Oi Larissa,

    Desculpe o mal entendido, mas na verdade eu não troco idéia com ninguém pelo instagram, apenas estou repostando fotos e nem observo que curte ou não e nem fico mais ligada nisso (eu até interagida com as pessoas no meu antigo IG com fotos do mundo todo, um monte de seguidores etc até minha conta simplesmente sumir do ar e até hoje o aplicativo não conseguir me explicar o que aconteceu) e coloco hashtags e marco ou coloco na descrição alguns igs, como fiz com o seu 🙂 Mas não faço isso com a intenção de “chatear” ninguém e sim de divulgar as fotos daquele local para os seguidores de outras contas daquele mesma cidade. Enfim….foi isso só.
    Mas quanto ao que eu disse de “brasileiros”, eu vi com meus próprios olhos isso quando morei em Madrid, temos de ter muito cuidado com opiniões de outros brasileiros, pois nem sempre fazem comentários para nos ajudar e sim para botar uma pedra no caminho e dificultar as coisas para os conterrâneos….mas isso claro, não é particularidade só de brasileiros….como vc mesmo disse né.
    Enfim, estou amando seu blog e esta me ajudando muito, pois apesar de ter vivido 2009 em Madrid, suas informações são mais fresquinhas e atuais….e vão me ajudar no meu retorno.
    bjs

    1. Oi, Glaucia

      Que bom que pudemos esclarecer o mal entendido, então 😉

      Com certeza, muita coisa mudou desde 2009, mas o fato de já ter morado aqui, com certeza ajuda muito! Espero que dê tudo certo no seu retorno. 🙂

  7. carla · · Responder

    Olá,estou pensando seriamente em ir morar em Madri,só que 2 filhos um de 7 e outro 13,sou formada em fisioterapia, em janeiro de 2016 irei como turista pra poder conhecer um pouco,mas enfim tenho motivos concretos de querer tentar a vida em putro país em contra partida não faço a menor idéia como será a criação dos meninos lá,e se isso é possível,pois só vou se for legalmente,gostaria da ajuda e de dicas desse blog.
    Att
    Carla

    1. Oi, Carla

      Como eu venho falando aqui no blog, as coisas seguem complicadas para quem pensa em vir morar na Espanha por conta da crise. Acho que esses posts podem ser um bom começo para sua pesquisa: http://estoesmadridmadrid.com/2015/04/16/trabalhar-na-espanha/ e http://estoesmadridmadrid.com/2014/11/11/quero-morar-na-espanha-e-dificil/

      Um abraço!

  8. laura · · Responder

    Ola cristina.
    Tudo bem?
    como eu faço pra fazer faculdade em madrid?

    1. Oi, Laura.
      Aqui tem as informações sobre o acesso à universidade na Espanha: http://estoesmadridmadrid.com/2014/06/30/sistema-educacional-espanhol-como-entrar-na-universidade/

  9. Neiva Vieira · · Responder

    Eu acho que blogs são importantes para informações turísticas, quando se trata de formalidades e preciso consultar sites oficiais dos países onde se deseja morar, estudar ou enfim….
    Percebo que nos blogs como disse a Gláucia, e muito acho, nem pensar, impossível, quando cada caso e um caso, para alguns e mais fácil, para outros não….
    Informem-se no Consulado Honorário da Espanha….

  10. Juliana · · Responder

    Olá Larissa, tudo bem? Parabéns pelo blog, encontrei aleatoriamente pelo google e achei muito bacana você compartilhar de suas experiências. Gostaria de uma opinião sua. Já sei que não é fácil conseguir trabalho fora e se manter sozinh, Mas eu me inscrevi final do ano passado para uma bolsa integral para um MBA em Moda em Madrid. Recebi o retorno agora de que não consegui a bolsa integral, porém avaliaram meu currículo e estão me oferecendo uma oportunidade de bolsa com 50%. Estou feliz mas ao mesmo tempo com dúvida e medo, porque teria que me bancar lá fora. Eu teria que conseguir um emprego para me sustentar em Madrid. Você sabe como é o setor de Moda em Madrid? Me formei ano passado, mas ainda não tenho experiência em industrias de moda, mas já trabalhei na área de vendas em varias empresas de varejo reconhecidas. A escola que me ofertou a bolsa é a Esden Business School, você conhece? E em questão de trabalho, com visto de estudante, consigo trabalhar em Madrid? Obrigada desde já, e desculpe o imenso texto!

    1. Oi, Juliana! Tudo bem? Infelizmente não posso te ajudar em relação a dicas sobre o setor de moda, porque não conheço esse mercado e essa escola. Quanto a trabalhar com o visto e estudante, só se pode fazer estágio. Nesse post expliquei um pouquinho: http://estoesmadridmadrid.com/2014/07/08/sou-estudante-em-madrid-posso-trabalhar/
      Espero que dê certo! Um abraço

  11. Andreso · · Responder

    Olá Larissa, tudo bem? Estou com uma grande duvida, se deixo o Brasil para poder morar na Espanha, Valencia. Minha sogra mora lá, a mais de 10 anos, a principio iriamos morar na casa dela, até que conseguimos algum trabalho, e assim depois alugar nosso canto e vivermos nossa vida, tenho um trabalho estável no Brasil, porém aqui é muito difícil de conquistar as coisas, e a qualidade de vida é muito ruim.
    Qual seria sua opinião sobre meu caso?

    1. Oi, Andreso. Tudo bem e você? Se você está estabilizado no Brasil, não recomendaria vir porque aqui a situação econômica continua difícil. Se você tem um visto de trabalho, talvez você até pudesse arriscar, mas para vir sem visto e ficar ilegalmente acho BEM difícil. Um abraço!

      1. Andreso · ·

        Larissa, obrigado pelo retorno! Outra coisa, minha sogra tem um pequeno restaurante em Valencia, onde eu e minha esposa a principio iriamos tomar de conta, até que conseguimos o nosso trabalho, ainda assim você acha que não compensa deixar o Brasil?
        E minha esposa esta gravida, iriamos ter nossa filha na Espanha, e assim ganhar a cidadania, e podemos ficar legalmente, e fazer nossa vida na Espanha.
        Qual sua opinião?

      2. Oi, Andreso. Mas vocês têm visto de trabalho? Porque se sua esposa está grávida e vocês estivessem aqui ilegal, não sei se ela poderia ter acesso à saúde pública. Também não sei se pelo fato de o filho nascer aqui vocês têm automaticamente a nacionalidade. Não acho que seja assim que funciona. É melhor se informar bem, talvez através de um advogado ou do consulado aí no Brasil, antes de embarcar para não ter surpresas desagradáveis. Um abraço!

  12. Nelson · · Responder

    Oi Larissa, tudo bem?

    Eu aqui de novo rs…

    Concordo com vc quando vc fala de ir para a Espanha sem o visto de trabalho, nessas condições acredito que seja BEM difícil conseguir alguma coisa.

    Por outro lado, o Brasil está longe de estar bom, na verdade se olhar o cenário ele está entrando na tão famosa recessão.

    Inflação já voltou.

    A saúde (tanto pública, qto a particular) está ruim, o transporte público continua sendo uma piada e a nova moda é pintar as ruas de vermelho criando ciclofaixas, achando que o trabalhador vai sair da ZL e ir pra ZS de bicicleta, brincadeira né?

    A energia elétrica aumentou 83% em 2 anos temos tb a tal da “bandeira vermelha” que aumenta o valor do KW, e sábado está vindo mais 17% de aumento, isso sem contar o efeito cascata que esse aumento gera nos outros produtos e serviços.

    Aumentaram os impostos em importados 🙂

    Operação Lava a Jato, Renan Calheiros presidente do Senado.

    Em São Bernarrrrrdo (ênfase nos “r” rs) as montadoras estão demitindo a rodo pois as vendas cairam, carro popular por R$ 30.000,00

    É tanta coisa no Brasil que acho válido ter essa experiência na Espanha, acredito que será uma situação bem diferente, aqui no Brasil eu estaria melhor posicionado no mercado de trabalho, ganhando mais e gastando mto mais pelo tal do “custo Brasil”.

    Parabéns pelo seu blog, gosto muito de ler suas opiniões e dicas … 🙂

    Um abraço!

    1. Oi, Nelson! Acho que temos visões diferentes em relação a algumas das coisas que você mencionou. As ciclovias, por exemplo, vejo como um grande avanço, tanto que aqui em Madrid existe um movimento que está crescendo bastante pedindo a implantação de soluções que permitam o uso da bicicleta como meio de transporte. Quanto à corrupção, ela é inegável, mas não pense que na Espanha a situação é muito diferente porque não é. Prova da insatisfação das pessoas com a política é o resultado das últimas eleições: em Madrid, o PP (direita) perdeu o poder depois de mais de 24 anos e os madrilenhos votaram em um partido de esquerda com poucos anos de existência porque já estavam de saco cheio da corrupção e da condução econômica. Como digo sempre, todos temos o direito de tentar a vida em outro lugar, mas é fundamental se informar bastante para não se arrepender. Sorte por aqui ou por aí!

      1. Nelson · ·

        Oi Larissa, sem problemas! 🙂

        As ciclovias são sim um avanço, mas não da forma que estão fazendo, tem ciclovia sendo feita com um poste no meio, ciclovia onde a avenida já é faixa simples, ciclovia em cima da calçada, sim acredite.

        Sem contar a outra ponta da história, a diferença é que SP não tem um bom transporte público, Madrid tem. A ciclovia em SP vem como “solução” pela incompetência do governo em criar a malha do metrô por exemplo.

        Sobre a eleição / corrupção é verdade, você tem razão, eu acompanho pois minha opção de voto é ai em Madrid.

        A partir do primeiro governo Dilma o Brasil começou uma descida ladeira abaixo.

        Sobre caminhos e escolhas, eu gosto da visão do Clóvis Barros Filho (professor e filósofo brasileiro), independente do caminho escolhido ele será difícil, com suas alegrias e tristezas: https://www.youtube.com/watch?v=YFkwVvpas0I

        Abraço e parabéns pelo blog 😉

  13. Boa tarde Larissa,

    Muito legal suas dicas sobre a Espanha, parabéns!

    Saberia me dizer se, para quem tem dupla cidadania a situação melhora um pouco na questão de emprego? Sou engenheiro formado. Nesta situação, como funciona o sistema de saúde pública, é bom? Teria direito a usar por possuir dupla cidadania?
    Mais uma pergunta, minha filha não possui cidadania, mas pretende conseguir morando um ano na Espanha. Sabe se nessa situação é mais fácil conseguir um visto?

    Desde já agradeço.

    1. Oi, Luis. Ter a cidadania ajuda, é claro, mas não garante nada. O índice de desemprego entre os engenheiros espanhóis é altíssimo (lembre-se de que a crise começou na construção civil) e você teria que concorrer com todos eles. Você poderia usar a saúde pública, que é de boa qualidade, embora tenha caído bastante desde o início da crise.
      Sobre sua família, ela provavelmente poderia pegar um visto de familiar de residente, mas recomendo que busque informação diretamente no consulado porque essa parte burocrática é sempre complicada.
      Um abraço!

  14. […] Muita gente me escreve pedindo conselhos sobre vir e eu sempre sou direta. Se você não tem um visto de trabalho ou residência e não tem a nacionalidade espanhola, eu não recomendo a vir porque é MUITO difícil encontrar trabalho – se você quiser saber mais sobre trabalho na Espanha, confira esse post. […]

  15. Fernanda · · Responder

    Oii
    Tenho algumas amigas em outros lugares da europa pintando unhas e ganhando um dinheiro
    No caso de trabalhar como manicure apenas indo na casa da pessoa seria ilegal tambem?
    Teria que pagar essa multa (de quanto deria o valor)?
    E seria somente a multa ou teria outra penalidade, como mandar de volta pro Brasil e não poder mais voltar?

    1. Oi, Fernanda. Isso é ilegal, embora seja mais difícil te descobrirem. Imagino que tenha multa, mas não posso te dizer com certeza – nem o valor. O melhor seria falar com um advogado.

  16. Wilto · · Responder

    Oi Larissa. Parabens e obrigado por compartilhar sua experiências. Eu acabei de receber uma oferta de trabalho em Madrid mas ainda estou pensando muito se aceito. Eu tenho um serviço bom no Brasil, concursado. Mas a situação que a gente vive no dia a dia é complicada. Sempre com aquela sensação de insegurança e também de pagar a metade do salário em impostos que não retornam e só servem para esquemas de corrupção. Gostaria de sua opinião sobre o que você faria na minha situação. Obrigado mais uma vez.

    1. Wilto, é muito difícil aconselhar alguém sobre algo tão grande, ainda mais sem conhecê-lo nem saber seu estilo de vida. Acho que se a proposta é bacana e você não tem nada que lhe prenda no Brasil nesse momento, pode ser uma boa oportunidade, mas isso vai depender do que você aspira, do seu salário aqui, do seu salário no Brasil, da sua família… espero que você acerte na decisão!

  17. Cleiton Gardin · · Responder

    Boa noite, primeiramente meu espanhol é bem básico. Aqui no Brasil tenho uma loja de informática de assistência e comércio de produtos de informática e me dou bem nessa área, gostaria de saber como é o mercado ai. Tem espaço para mais um e teria serviço de assistência por aí? No caso planejo ir com minha namorada ela tem nacionalidade espanhola e por isso optamos pela Espanha… Caso fôssemos vc tem uma ideia de qual seria o gasto inicial com aluguel carro comida… ? Qual a melhor opção ir com visto de turista? Ouvi dizer que só tenho direito a nacionalidade depois de 1 ano de casado com ela, esse tempo conta o q tenho aqui no Brasil ou somente se eu casar na Espanha?

    1. Oi, Cleiton. Conforme eu venho dizendo por aqui, a situação ainda está difícil e há muito desemprego e, consequentemente, muita concorrência, inclusive nessa área. Os gastos dependem um pouco do estilo de vocês. Se vocês moram numa cidade grande, provavelmente vocês não precisam de carro no início. Se você vier com visto de turista, você ficará ilegalmente e aí é bem complicado arrumar um emprego. Sobre a nacionalidade, você teria que residir aqui um ano (estando casado com sua namorada) para poder pedir a nacionalidade.

  18. Mauro Novaes · · Responder

    Boa tarde Larissa.
    Tudo bem?
    Tira uma duvida,
    Conversando com um amigo no qual seu tio esta na Espanha, me informou que o governo paga para os filhos estudar e que dão muito valor para casais com filhos mesmo sendo de outro país.
    E verdade isso?

    1. Oi, Mauro. Não é bem assim! As coisas já foram bem melhores no sentido de ajudas concedidas pelo governo, mas pioraram desde o início da crise. O governo não paga para seu filho estudar, ele pode subsidiar parte da mensalidade de uma escola privada – essas escolas subsidiadas são chamadas de “concertadas”. Na universidade, os estudantes podem tentar obter bolsas de estudo para não pagar os estudos (já que aqui a universidade pública é paga) e, em alguns casos, eles também recebem ajudas de custo. Famílias com renda muito baixas também podem receber ajudas, mas há que cumprir uma série de requisitos. Sobre o dinheiro para as famílias que têm filhos, isso existia e era uma forma do governo incentivar a natalidade, mas mudou em 2011. Ainda há ajudas, como eu mencionei, mas elas são para famílias com rendas muito baixas – e que residam legalmente no país. Recomendo olhar o site do governo espanhol e acessar essas informações: http://www.msssi.gob.es/ssi/familiasInfancia/ayudas/docs2013-14/GuiadeAyudSocialesServiciosFamilias2015.pdf

      1. Mauro Novaes · ·

        Oi Larissa.
        Obrigado por responder.
        Abraços.

  19. Adriana · · Responder

    Oi Larissa, tenho uma amiga na Espanha que está ilegal à dois meses, só que agora ela conseguiu uma pessoa que faz o contrato de trabalho para ela. Você sabe dizer se ela vai ter problemas na hora de sair, e de ir no consulado no Brasil para tirar o visto?

    1. Oi, Adriana! Ela pode ir ao consulado sem problemas, mas se ela sair do país estando ilegal, ela pode ser barrada para voltar.

  20. João Paulo Belo · · Responder

    Estou na Espanha vim visitar e consegui um emprego muito bom como faço agora sobre documentação ? Meu chefe disse que me dará visto de emprego

    1. João, não sei como funciona! Você teria que consultar um advogado especialista ou então você pode ir até um escritório da Seguridad Social para perguntar como proceder.

  21. caio borges · · Responder

    Estou mmorando aqui, e preciso de trabalho, sei que seu blog ñ e sobre isso, sou cantor, trabalho tbm com informatica, pintura e jardim, se conhecer alguem me ajuda, obrigado!
    meu e-mail e cantorcaioborges@gmail.com pode ver meu trabalho tbm, https://www.youtube.com/watch?v=IP9uf2UGjHI Obrigado!

    1. Boa sorte, Caio!

  22. Rogério · · Responder

    Oi Larissa, adorei seu blog. Sou brasileiro e moro na Argentina e estou querendo ir morar em Madrid. Sou chef pastelero e trabalho com comida brasileira. Aqui na Argentina a comunidade brasileira é muito grande, mas o custo de vida aqui é muito alto, principalmente aluguel. Como é a comunidade brasileira aí em Madrid? Tem muitos lugares que fornecem comida brasileira? Faço salgados, bolos, tudo do Brasil. Obrigado!

    1. Oi, Rogerio! Aqui em Madrid, a comunidade é grande, mas acredito que por aí seja maior. Na Comunidade de Madrid são menos de 13 mil pessoas. Tem alguns lugares que fornecem comida brasileira, mas não são muitos. Aqui no blog mesmo, você encontra alguns posts sobre isso (http://estoesmadridmadrid.com/2014/02/13/onde-encontrar-pastel/ e http://estoesmadridmadrid.com/2014/07/01/onde-encontrar-acai-em-madrid/ ). Talvez você possa entrar em ctto com eles para ver como estão as coisas! Boa sorte!

  23. Oi por gentileza me emforme quantos ganha mais ou menos um pedreiro proficional que faz de tudo em óbra principalmente servisso fino?
    Eu trabalho por conta ja faz 5 anos aqui no Brasil entendo basico da linguagem espanhola , gostaria de saber quanto estao pagando para pedreiro diaria ou semana brigadao

    1. Oi, Ademir! Sinto informar, mas não tenho nem ideia de quanto é o salário de um pedreiro atualmente. Recomendo dar uma olhada nesse site, onde talvez você possa encontrar alguma informação relevante: http://www.tusalario.es/main/carrera/funcion-y-sueldo/albaniles-y-trabajadores-de-la-construccion

  24. ALDO NEVES · · Responder

    EU ESTOU QUERENDO DAR UM TEMPO DO BRASIL E TENTAR VIVER NA ESPANHA PARA TRABALHAR.
    COMO COMEÇAR !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    1. Aldo, esse post é exatamente sobre isso: como dar os primeiros passos para vir trabalhar na Espanha, como isso é possível – e como não é!

  25. Rodson Figueiredo · · Responder

    Muito bom o seu post’ Larissa. Gostei muito, cheguei a criar cenários e situações (sempre vitoriósos(as) é claro) meu maior sonho é ir embora do Brasil e continuar minhas especializações e me profissionalizar fora daq… Mas, como você disse “tem-se que pensar direitinho e decidir o melhor e se determinar” realmente não é como um conto de fadas… Obrigadasso pelas suas dicas!

    1. Oi, Rodson! Isso aí, planejar sempre. Boa sorte!

  26. Tharlyson lacerda · · Responder

    Oi sra. Larissa! Me ajude numa decisão que quero tomar mas antes quero saber se vai ser como estou planejando. Assim: minha esposa esta gestante com 3 meses e estamos com todos os documentos ok pronto para embarque e pretendo comprar logo a passagem primeiro a dela e manda-lá pra granollers aí na Espanha… Tenho minha prima morando e casada com um espanhol e ela ficará na residência deles é pretendo que ela tenha a crianca em solo espanhol…vc acha que meu filho ganha o direito de viver lá sendo também registrado em solo espanhol? E por ele nascer lá podemos também morar-mos? Estou com plano de montar uma oficina mecânica em granollers e viver até meu filho decidir quando adulto oque queres de sua vida… Enfim minha esposa vai primeiro e vou de depois que meu filho nascer até porque o custo sairá caro nos irmos juntos….meu filho vai ficar assegurado nascendo na Espanha? Preciso dessa dúvida urgente minha querida…tire toda minha dúvida blz…vou está a seu aguardo…abracos

    1. Tharlyson, infelizmente não posso te ajudar porque não conheço ninguém que tenha passado por essa experiência. Todos os amigos brasileiros que tiveram filhos aqui estavam legalmente na Espanha. Em um caso tão complexo, recomendo que você consulte um advogado antes de tomar uma decisão e também recomendo que confirme se sua esposa teria direito à saúde pública estando aqui ilegalmente, porque se ela não tiver acesso e vocês não tiverem seguro, ela poderia ter problemas na hora do parto ou até mesmo depois no acompanhamento médico do bebê. O mais indicado é consultar um especialista! Abs

  27. Angelica · · Responder

    Olá…sou manicure e meu esposo trabalha na nestle…. Estamos planejando morar na Espanha corunha no ano que vem….já começamos a fazer algumas coisas…temos um primo que foi morar na Espanha a 4 meses…ele e esposa já estão trabalhando..ela de secretária e ele de pintor…conseguiram em 2 meses..receberam ajuda em informações de uns conhecidos da mesma religião deles….e estão passando para nos toda a rotina deles lá…..e assim veio a ideia fixa de ir pra lá…será que teria alguma dica? Obrigada

    1. Oi, Angelica! Acho que se você já tem alguém que mora aqui e pode te aconselhar e ajudar nesse sentido, você deve consultá-los. Da minha experiência aqui, eu não conheço ninguém que veio como turista e encontrou trabalho porque a situação está bem difícil ainda. Todas as dicas são essas que eu já coloquei no post, ou seja, eu particularmente não recomendo arriscar – mas talvez seu primo tenha uma experiência diferente e possa te ajudar com emprego e coisas do tipo. Espero que dê tudo certo! Um abraço

      1. Sílvio César Pontes · ·

        Olá, Larissa!

        Parabéns pela coragem e pela colaboração aos nossos compatriotas.

        Gostaria se possível, que você me descrevesse sobre a empresa de saneamento aí na Espanha, teria o nome de alguma pra me indicar? Trabalho nesse segmento e gostaria de pesquisar essa área para tomar uma decisão em partir pra Espanha.

        Grato.

      2. Oi, Silvio. Quem cuida dessa parte de água e saneamento na Comunidade de Madrid é a empresa Canal Isabel II, que é pública, mas pelo que vi no site deles, nem tudo é por concurso público. Dá uma olhada no site deles: https://www.canalgestion.es. Em outras partes da Espanha, não sei como funciona. Um abraço e sorte!

  28. Talita · · Responder

    Oi Larissa, tudo bom? Meu nome é Talita e estou analisando a possibilidade de ir para Espanha (mais precisamente para Santiago de Compostela), após concluir minha faculdade. Você saberia me informar o que é necessário para validar o meu diploma aí na Espanha ?

    1. Oi, Talita! Não sei exatamente como funciona porque nunca validei o meu, mas me parece que isso varia um pouco de acordo com a sua área de formação. Aqui você encontra mais info sobre o tema: https://sede.educacion.gob.es/catalogo-tramites/gestion-titulos/estudios-universitarios/titulos-extranjeros.html

  29. Hercules · · Responder

    Olá larissa primeiramente ótimo post adorei e o seguinte eu tenho um primo que mora aí ele veio aqui na minha casa e conversamos e tal ele me falou que realmente a coisa tá feia aí também disse que pra mulher e mais facil arrumar trabalho informal no caso pra homem tá mais difícil mesmo assim tô pensando em ir passar um tempo lá como turista e tentar arrumar um emprego ele me falou que lá os brasileiros têm uma rede de contatos pra brasileiros que chegam lá e estão procurando emprego me disse que ajudaria a conseguir um emprego mas eu tô meio assim de ir e não conseguir nada queria saber algumas informações tipo o preço do aluguel pra solteiro custo da comida transporte essas coisas se vc poder me informar agradeço Parabéns pelo site está ótimo Abraços

    1. Oi, Hercules! Obrigada! Os custos para morar na Espanha variam de acordo com a cidade. Cidades grandes, como Madrid e Barcelona, costumam ter um custo elevado, enquanto as pequenas são mais baratas- mas também costuma ser mais difícil encontrar trabalho nelas. Eu diria que hoje em dia, em Madrid, o valor mínimo para sobreviver (ou seja, apertando MUITO e sem fazer excessos) seria de 500 euros por mês, dividindo apto. Esse outro post está um pouco desatualizado, mas dá para ter uma ideia: http://estoesmadridmadrid.com/2014/04/28/quanto-custa-morar-em-madrid/ Um abraço!

  30. Andréa · · Responder

    Olá, bom dia! Obrigada pelo post e vou passar a seguir sua página, é muito informativa. Eu gostaria de saber se vc sabe quanto tempo demora para sair um visto de trabalho espanhol. Eu procurei em tantos lugares essa informação e nunca sabem nos dizer. No meu caso, eu já teria um emprego garantido em Madrid e a empresa está disposta a me levar. Eu gostaria de ter noção do quanto pode demorar. Obrigada 🙂

    1. Andréa, não sei nada sobre esse tema. Te recomendo dar uma olhada nesse post – e blog – porque a Camila, sua autora, veio para cá nessa condição: http://consuladodeca.blogspot.com.es/2014/02/a-documentacao-post-longo-e-util.html

      1. keisla · ·

        Ola amei esse post!! Minha cituacao é um pouco diferente, pois tou pretendendo ir pra espanha, mora com minha mãe ela e casada ae entao pra mim ja e um pouco mas facil, so estou cm medo em relação aos trabalhos ea adaptação…

      2. Keisla, se adaptar exige tempo e dedicação, mas espero que dê tudo certo. Um abraço

  31. Ola, eu tenho uma dúvida mais não é sobre o trabalho. É a questão da volta para o Brasil. Vim passa o verão em tarragona trabalhar ilegal em um bar. Me pagou diário 37€ e estou aqui a 7 meses sem papéis. Volto para o Brasil em outubro. Vou ter problemas na imigração quanto a volta?sabe me dizer ?

    1. Oi, Henrique. Infelizmente não posso te ajudar com isso. Acredito que você não tenha problemas para embarcar para o Brasil, já que isso não teria sentido, mas talvez eles coloquem algo no seu passaporte que impeça sua entrada na Espanha caso vocÊ deseje voltar. Te aconselharia a procurar um advogado, caso pense em voltar à Espanha depois. Boa sorte!

      1. Muitíssimo obrigado.

  32. Oi gente. Morei durante 7 anos na Espanha. Morei ilegalmente e acabei tendo que retornar ao Brasil porque a crise foi feia! Minha mãe retornou a Espanha há alguns meses e até agora esta sobrevivendo de bicos. Ela esta ilegalmente em Madri. Minha vontade de voltar a Espanha é enorme, porém não o faço porque aqui no Brasil sou funcionário público e sei das dificuldades da Espanha. E olha que eu fiz meu ensino médio em Madrid e ja tenho vários contatos caso quisesse ir. Antes de ir vale a pena considerar se não é um valor muito alto largar tudo e ir ilegalmente ao país porque é muito provável que você fique um bom tempo sem emprego. Sem contar que para “los sin papeles” nas saídas de metro e trem pode haver fiscalização da policia nacional. Mas, para quem mesmo assim quer tentar a sorte, desejo toda a felicidade do mundo. É um país maravilhoso e eu, com um trabalho garantido, não pensaria duas vezes em ir. Um abraço e obrigado pelas dicas Larissa.

    1. Robson, super obrigada pelo seu depoimento. Às vezes acho que as pessoas pensam que eu não quero que elas venham, mas não é nada disso. Quem vem tem que vir sabendo que ainda está difícil a situação e que pode ser que não dê certo ou que demore muito para dar certo. Espero que as coisas funcionem para você no Brasil! 😀

  33. Patrick · · Responder

    Oi tudo bem? Meu nome é Patrick, tenho interesse de fazer um intercâmbio em uma universidade em Madrid, eu curso Farmácia e a princípio a universidade fornece moradia aos estudantes, a minha questão seria arranjar um estágio ou trabalho, o q vc me aconselha neste caso?

    1. Oi, Patrick! Conforme eu escrevi nesse post, quem vem com um visto de estudante não pode trabalhar, apenas fazer estágio –> http://estoesmadridmadrid.com/2014/07/08/sou-estudante-em-madrid-posso-trabalhar/ Para procurar estágio, você pode usar esses sites que mencionei nesse post mesmo ou talvez até a própria universidade tenha um site onde você pode ver as vagas de estágio disponíveis. Na Complutense, por exemplo, há! Um abraço

  34. Renato · · Responder

    OLá Larissa, parabéns pelo blog!! Tenho uma dúvida: estou me mudando para Madrid em janeiro para fazer pós-graduação. Irei com visto de estudante por um ano (junto com minha esposa). Assim que acabar o curso, caso eu consiga um emprego na Espanha, em que a empresa banque meu visto de trabalho ou NIE, minha esposa também terá um visto que permita que ela trabalhe? Super obrigado!!

    1. Oi, Renato! Infelizmente não posso te ajudar porque não sei exatamente como funciona. Conheço uma amiga que veio a trabalho e o marido dela, brasileiro, tem um visto que permite trabalhar; mas não sei se todos os casos são assim. Um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: