Melhores bairros para morar em Madrid

Uma das dúvidas mais comuns de quem cai aqui no blog é: “qual é o melhor bairro para morar em Madrid?“. Eu, como sempre, respondo que isso depende muito de você, dos seus objetivos e do quanto você pensa em gastar, porque não dá falar que o melhor bairro é Salamanca se você é um estudante da Universidade Autónoma (que está do outro lado da cidade) que vem com uma bolsa de estudos e a grana justa ou que o melhor para uma família que quer conforto (ou luxo) seria morar na parte mais popular da cidade.

Além disso, não dá para falar que um bairro é bom para morar se você não mora lá e obviamente eu não conheço todos os bairros de Madrid com a experiência de ser moradora. Por isso, decidi pedir ajuda aos meus amigos que moram aqui para que cada um fale as vantagens e desvantagens do bairro onde vivem. Para ver os preços, montei esse infográfico com as informações do site Idealista, que divide a cidade por distritos – cada distrito tem vários bairros. Os preços são de abril (o mais atual disponível) e estão em euros por metro quadrado. Ou seja, se você busca um apto em Sol que mede 50 m2, ele deve custar cerca de 690 euros por mês. Para ver os preços, é só clicar no mapa e escolher no bairro desejado.

bairros_de_madrid

1- Centro (por Suzana, autora do blog ThatGoodTrip)

Morar no centro é uma delícia. Moro entre Sol e Tirso de Molina, onde a vizinhança é uma mistura entre gringos que moram aqui, turistas dos hotéis, prostitutas na esquina e atletas das academias. Vejo cada vez menos espanhóis. O ponto positivo é que eu tenho tudo o que preciso na frente de casa ou no máximo a 3 quarteirões. E as pessoas marcam para se encontrar nos barzinhos e restaurantes que estão todos por essa área, então eu faço tudo a pé e volto pra casa andando a qualquer hora do dia ou da noite. O ponto negativo é o ruído durante todo o dia, já que meu apartamento é na movimentadíssima Calle Atocha. À noite já tem menos ruído. Não troco a vida no centro de Madrid por nada!
O pôr do sol visto da janela do apto da Suzana, na Calle Atocha

O pôr do sol visto da janela do apto da Suzana, na Calle Atocha

2- La Latina (por Manaira, autora do blog Manaira Araujo)
Para quem quer morar perto do centro, eu recomendo a Latina. É um bairro ideal para estudantes, jovens e casais sem filhos. Além de poder ir caminhando aos principais pontos turísticos da capital, esta região é super bem comunicada. O morador tem a facilidade de contar com a estação de metrô da Latina e de Tirso de Molina, vários pontos de ônibus e a estação de trem Sol fica bem perto. O bairro conta também com várias opções de supermercados e outros comércios úteis. E o melhor, na minha opinião: a Latina possui uma grande quantidade de bares e restaurantes com preços bem acessíveis. Independente do período do ano, o bairro tem sempre alguma opção noturna para quem quer ir de tapas ou procura um “garito” para tomar umas copas. O aluguel na região pode não ser dos mais baratos, mas os custo benefício é ótimo. Só tem um detalhe: como os prédios são antigos, não costumam ter elevador e muito menos estacionamento. Se a pessoa tiver carro, adianto que e é muito difícil achar uma vaga para parar na rua.
A mítica Plaza de la Cebada, em La Latina

A mítica Plaza de la Cebada, em La Latina (foto: Manaira)

 3- Embajadores (por Susana, autora do blog Desbravando Madrid)
Se disser a alguém que vivo no bairro de ‘Palos de Moguer’, muito provavelmente a maior parte das pessoas não sabem onde fica isso. No entanto, a Calle Embajadores já é conhecida de muita gente! Adoro o meu bairro e não o trocaria por nada. Gente simpática, maioritariamente latino-americanos, posso ir a pé aos sítios mais importantes (15min até Atocha, 25min para a Porta do Sol, 20min até ao Parque do Retiro) e estou no centro de Madrid! Como pontos negativos, poderia falar da falta de estacionamento na rua (visto que, como são edifícios antigos, a maioria não tem garagem) e o trânsito que se forma à hora de ponta, tanto para entrar como para sair de Madrid.
Comércios tradicionais (de toda la vida) na Calle Embajadores

Comércios tradicionais (de toda la vida) na Calle Embajadores

4- Retiro (por Paula, autora do blog Bitememad)
Eu moro no Retiro e a melhor vantagem é obviamente estar a 5 minutos do parque! É um bairro ideal para famílias, principalmente com filhos pequenos, ou para pessoas que gostam de praticar esporte ao ar livre, já que o Parque do Retiro é o único com bastante espaço no centro da cidade.
A outra vantagem desse bairro é poder fazer tudo caminhando: em uma mesma rua você pode ter mercado, farmácia, frutería, pescadería, panadería e por aí vamos. Fora isso, o bairro concentra ótimas tabernas e no verão não faltam terrazas.
bairros_madrid_3

Parque do Retiro na Primavera

5- Salamanca (por Juliana, autora do blog Rumo a Madrid)
Moro no bairro de Salamanca há quatro anos. Este bairro é conhecido por abrigar o comércio de luxo da cidade, e por consequência, ser um dos mais caros. Porém, pesquisando muito, encontrei um apartamento que cabia no orçamento. A fama se justifica, mas nem por isso, o bairro deixa de ter atrações culturais gratuitas ou em conta como a fundação Juan March, a fundação Mapfre, a Casa Árabe, a Biblioteca Nacional e o museu Arqueológico Nacional. Outra vantagem para quem tem filhos é estar perto do Parque do Retiro, da Praça Salvador Dalí e do Centro Cultural Buenavista; sem falar que sou vizinha de cinco escolas tradicionais da capital espanhola. Isto sim, não há muita vida noturna, mas atualmente, este quesito não faz mais parte da minha rotina e, portanto, este bairro é perfeito para mim atualmente.
O filhote da Juliana no quintal de casa, o Parque do Retiro

O filhote da Juliana no quintal de casa, o Parque do Retiro (foto: Juliana)

6- Malasaña (por Alessandra)

Morar em Malasaña pode ser incrível ou pode ser um pesadelo. Tudo depende do seu ponto de vista. O lado incrível é morar em um bairro muito charmoso,em pleno centro de Madrid, cheio de lojas, livrarias, bares e restaurantes legais, com duas praças lindas (a Plaza de San Ildefonso e a Dos de Mayo), que no verão são disputadas “a tapa” por conta de suas terrazas deliciosas. Mas que também são tomadas por uma multidão de jovens que democraticamente fazem botellón (esse é o lado legal), mas que normalmente dura até às seis, sete da manhã nos finais de semana e feriados. É um pouco como se você morasse num misto de Vila Madalena com o Baixo Augusta, entende? Conforme o tempo vai passando, você se dá conta de que os próprios madrilenhos não vivem lá, porque Malasaña virou um bairro caro, que sofre com o fenômeno da gentrificação, ou seja, que foi perdendo essa característica de barrio para dar lugar a um bairro hipster, expulsando dali a população que sempre morou lá. Se você quiser viver la vida loca e tiver dinheiro sobrando, Malasaña pode ser o seu lugar.

A vista do apto da Alessandra em Malasaña

A vista do apto da Alessandra em Malasaña (foto: Alessandra)

7- Pacífico (por Alessandra)

Pacífico é, como o próprio nome diz, um barrio super pacífico, familiar. Ele não é propriamente bonito, mas é um bairro super seguro, onde os aluguéis são bem mais baixos do que na região de Malasaña, Alonso Martínez, Chueca e do próprio Retiro. Existem vários supermercados mais baratos (tipo Lidel y Ahorra Más), bares e cafés de barrio, e aos poucos você vai encontrando um lugarzinhos gostosos para tapear ou jantar. Dependendo da rua que você escolher, você pode estar a cinco minutos da entrada do Parque Del Retiro e a 15 minutos da estação de Atocha, do Museu Reina Sofia, caminhando. O legal de lá é conseguir alugar apês legais por um preço mais bacana. Eu mesmo morava num ático muito gracioso. Além disso, na Avenida Ciudad de Barcelona há o Centro Deportivo Daoiz y Velarde, que é público e você pode se inscrever para fazer várias atividades físicas por um preço bastante acessível. E o Bodegas Casas, um dos bares mais tradicionais para tomar el aperitivo. A pedida é tomar um vermut de grifo con sifón. É um dos mais tradicionais de Madrid!

Pacífico, um bairro tranquilo perto de Atocha

Pacífico, um bairro tranquilo perto de Atocha (foto: Alessandra)

8- Hortaleza (por Sandra, do blog Sandra B. em Madrid)

Eu não escolhi morar em Hortaleza. Paco (meu companheiro) já morava aqui, alias sempre morou por aqui. Os pais deles estão a 10 quarteirões da minha casa. Muitas vezes estamos no supermercado, na rua ou no bar e encontramos alguém do antigo colégio dele ou algum vizinho. Conheço quase todos os meus vizinhos. Eu acho bem legal, parece uma cidade pequena que está a 30 minutos em metro (linha 04) da Puerta do Sol. Existem várias pequenas lojas de comércio local e mercados tradicionais. Tem supermercados grandes, que abrem domingo. Além de um shopping com cinema, quase todos os filmes estão em espanhol, é verdade, mas vamos caminhando à sessão das 22h.

Estamos bem perto do Parque de las Naciones, Parque Juan Carlos I, nosso lugar favorito para os picnic de primavera com os amigos. Com as bicicletas e antes do calorão do verão também tentamos usar bastante o anillo verde nos finais de semana. Moro ao lado de dois colégios públicos, para os pequenos e outro para adolescentes, mas não tão perto das universidades. No geral, acho também tranquilo e seguro morar em Hortaleza. De fácil acesso em transporte público ao centro e com algumas áreas verdes próximas.

9- San Blas (por Pedro)

Escolhi o bairro de San Blas pela proximidade com o Consejo Superior de Investigaciones Cientificas, lugar onde desenvolvia atividades de estudo e pesquisa para o meu doutorado. Aos pouco fui descobrindo os demais elementos que me fizeram me encantar pelo bairro, entre eles: a proximidade com as estações do Metrô Las Musas, linha 6, e a estação Avenida de Guadalajara, linha 2,  permitiam-me conectar com uma diversidade de lugares de Madrid, usando a linha 2, tinha acesso ao centro (estação Sevilla, Estação Puerta del Sol, entre outras) da cidade em aproximadamente 20 minutos e usando a linha 6 conseguia me conectar com uma das mais importantes rodoviárias da cidade (Avenida de América), que também é um importante nó de entroncamento de muitas linhas de metrô da cidade. A zona do bairro em que eu morava estava bem servida de linhas de ônibus, o que também foi muito importante em relação à mobilidade. Pensando ainda na mobilidade o bairro está muito próximo do aeroporto Adolfo Suarez, o que é um bom atrativo para quem precisa estar em pouco tempo no aeroporto de Madri. A proximidade com a rodovia M-40 também é um excelente diferencial para este bairro, principalmente para quem gosta e precisa viajar para os arredores de Madri de carro.

O bairro de San Blas é bastante grande e possui uma diversidade interessante, é um bairro residencial que é bem servido de atividades comerciais, parques, praças. Aparentemente este é um bairro majoritariamente ocupado por espanhóis e, mesmo possuindo jovens e crianças, consegui perceber a presença de muitos idosos, principalmente quando frequentava as praças, os supermercados e as agências bancárias.

O bairro tem alguns equipamentos interessantes: o centro poliesportivo de San Blas, a agência dos Correios, a biblioteca pública municipal José Hierro, o estádio olímpico La Peineta, além de muitos bares, cafés, restaurantes e dois shoppings centers: Centro Comercial Las Rosas e o Centro Comercial Plenilunio. No geral é um bairro tranquilo e com sensação de segurança, a presença de muitas escolas dos diferente níveis de ensino ajuda a dar a sensação de que o bairro é bastante calmo e residencial, é uma excelente opção para quem tem uma vida cotidiana laboral bem intensa e precisa da tranquilidade de morar afastado do centro da cidade. O preço do aluguel é bastante acessível.

San Blas, bairro mais afastado do centro com bons preços

San Blas, bairro mais afastado do centro com bons preços (foto: Pedro)

10- San Isidro (por mim mesma)

Logo que cheguei a Madrid, eu dividi apartamento durante cerca de um ano no bairro de Opañel, que está no Distrito de Latina, depois do rio Manzanares. Como vantagem, o aluguel barato e comércio básico (mercados, fruterias, farmárcia, padaria) por perto, além de estar a 15 minutos do centro de Madrid de metrô. A desvantagem é que não há muita oferta cultural por perto, nem muitos bares e restaurantes bacanas, por isso à noite não tem muito o que fazer. Por ser um bairro barato, os moradores são principalmente imigrantes, a maioria deles latino-americanos.

O Parque de San Isidro, pouco conhecido e bem tranquilo

O Parque de San Isidro, pouco conhecido e bem tranquilo

E você, já morou em Madrid? Onde? Como foi sua experiência no bairro escolhido?

Anúncios

10 Comentários

  1. Oi Larissa! Passando aqui pra dar meu relato completo. Morei em Madrid no bairro Vallecas, muito próximo à estação Miguel Hernandez (linha 1). O bairro que eu morava era muito residencial, com muitos idosos e bastante tranquilo. Alguns espanhóis que conheci disseram que há muitos anos atrás não era um bairro seguro, porém atualmente é. Cansei de andar de madrugada pela rua e nunca vi nada suspeito. Eu morava bem em frente ao Parque Lineal de Palomeras, ótimo pra quem quer pedalar ou praticar outro exercício físico. Perto da minha casa tinha um supermercado Condis e um Día, e caminhando uns 15 minutos um Alcampo e um Mercadona. O bairro é ideal pra quem estuda na Universidad Politécnica de Madrid, que está a uns 15 minutinhos andando. Além dos supermercados citados tinham também bares, peluquerías, igrejas católicas, farmácias, banco BBVA, Santander, Bankia, hospital e lojas de chinos (onde tem tudo!). Ah, que saudades de lá! 🙂 Eu morava num apartamento todo mobiliado com 2 quartos e aproximadamente 65 metros quadrados e pagava 450€ por mês. Vale ressaltar que paguei esse valor até fevereiro desse ano, que é quando voltei para o Brasil.

    1. Oi, Rafa! Adorei as informações, super completas! Realmente para quem vem para estudar convem ficar perto da uni e esse aluguel compensa muito!! Obrigada! Bj

  2. O post ficou muito legal! Ótima a ideia de pegar a opinião de quem mora no lugar. Beijo

    1. Obrigada, Cris!

  3. Alessandra · · Responder

    Olá,

    Adorei esta publicação, muito útil e completa sob vários aspectos … obrigada a todos por partilhar suas experiências irei certamente divulgar esse site … Parabéns 😉

    1. Oi, Alessandra! Que bom que curtiu. Obrigada pelo comentário! 😀

  4. Oi Larissa! Seu post foi um achado!
    Estamos nos mudando para Madrid ano que vem e estou pesquisando um bom bairro para morar. Tenho 3 filhas, em idades escolares diferentes, por isso procuro um bairro tranquilo, seguro, com boas escolas e comércio por perto. Também acessibilidade por ônibus ou metro. Você sabe alguma coisa sobre o bairro Villa de Vallecas? Estivemos lá, gostamos do lugar, mas me parece distante e receio não ter os requisitos que procuro.
    Se tiver alguma sugestão além das do post (já li e reli tudo!!), te agradeço!
    Bjs

    Juliane

    1. Oi, Juliane! Tudo bem? Acabei de ver seu blog e já admiro tua energia de viajar com 3 crianças! Parabéns! Se um dia for mãe, quero ser assim também, rs! Não conheço Vallecas, mas pelo que leio nas notícias é um dos bairros mais desfavorecidos de Madrid e um pouco afastado do centro. Infelizmente, não posso comentar sobre escolas porque é uma área que não domino, mas fazendo uma busca rápida no internet os resultados não parecem ser muito bons! Por ser um bairro “operário/imigrante”, não sei se você vai encontrar escolas privadas – se é isso que você procura. Não sei se essa matéria é um pouco sensacionalista, mas pode servir de orientação em relação a isso: http://www.elconfidencial.com/alma-corazon-vida/2015-09-09/vida-institutos-34-anos-experiencia-pilar-montero-papelera-ardiendo_1006769/ Sorte e ânimo com os preparativos!

    2. Peço licença da Larissa para responder, mas eu morava em Vallecas e conheço um pouquinho de lá. Realmente as pessoas falam que não é um bairro seguro etc, mas eu sinceramente nunca me senti insegura por lá. Perto da minha casa tinha tudo que precisava é fácil acesso ao centro da cidade. Eu morava pertinho do metrô Miguel Hernandez.

      1. Rafa, já sabe que você pode vir aqui opinar quando quiser, especialmente porque agrega muito para a conversa! Super obrigada! 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: