10 coisas MUITO fáceis de se acostumar na Espanha

Há um bom tempo fiz uma listinha das 10 coisas difíceis de se acostumar na Espanha e como ultimamente ando mais reclamando que falando bem, acho que chegou a hora de publicar a lista das 10 coisas mais fáceis de se acostumar por aqui. Acreditem, foi difícil escolher só 10 porque eu continuo sendo bem apaixonada por esse país e encontro, com frequência, algo que me faz pensar: não quero ir embora nuncaaaaa!

Só queria ressaltar que com esse post não quero dizer que a Espanha seja melhor ou que todas essas coisas sejam melhores que no Brasil, são apenas coisas boas ou muito boas que eu adoro por aqui!

1- Gastronomia

Não me levem a mal, eu amo a comida brasileira, mas a verdade é que não posso reclamar nem um pouco da gastronomia espanhola. Me adaptei tão bem ao jamón, paella, cocido, cochinillo, cava e cia, que quase nunca como o nosso tradicional arroz e feijão. Não só curto a comida espanhola, como sou super defensora e sempre que alguém ousa falar que a francesa é melhor, eu logo falo que há anos “lideramos” a lista de melhores restaurantes do mundo.

costumes espanhois 5

2- Segurança

A tranquilidade de saber que você pode sair para balada e voltar no ônibus noturno e depois ir caminhando até sua casa sem o risco de acontecer nada grave não tem preço. Aqui há sim criminalidade e eu mesma fui furtada no metrô, mas é bem difícil ver casos de violência. A questão não é só a segurança em si, mas a sensação de liberdade que ela proporciona: andar de madrugada por Madrid numa noite de verão é a coisa mais deliciosa do mundo!

Voltando da balada e tirando a clássica foto com o urso às 6h da manhã!

Voltando da balada e tirando a clássica foto com o urso às 6h da manhã!

3- Culturas diferentes

A Espanha é um país pequeno em tamanho se comparado ao Brasil – chega a ser menor que o estado de Minas Gerais. Mas a cultura aqui é incrivelmente rica e cada canto do país tem sua marca, identidade, gastronomia e, em alguns casos, até idiomas. Em cada lugar que você for você vai conhecer uma Espanha diferente e a verdade é que é quase impossível escolher uma só.

Ah, a tranquilidade do litoral norte da Espanha

Ah, a tranquilidade do litoral norte da Espanha

4-Fiesta

Sempre que eu conheço alguém e falo que sou do Brasil, as pessoas comentam das festas típicas brasileiras, mas a verdade é que eu estou para ver povo mais animado que o espanhol. Aqui, qualquer coisa é desculpa pra festa e isso sempre inclui uma celebração com comidas e bebidas típicas. Eu amo tudo que se refere a fiesta: da balada às festas regionais, dos festivais aos mercadillos com música.

As festas de San Isidro

As festas de San Isidro

5- Clima definido

Lá no tópico das coisas difíceis de acostumar, eu disse que ter um clima definido era uma desvantagem. E é – mas também não é! Explico: adoro saber que o clima estará quente ou frio durante uma época do ano porque isso ajuda a organizar o armário e prever viagens ou até organizar eventos sociais, como os casamentos, que costumam acontecer por aqui só durante o verão. Além disso, eu amo a alegria que há nas ruas em maio, quando o calor volta e as pessoas estão super contentes. E também adoro quando o frio começa, em novembro, e eu posso desenterrar as roupas de frio e tomar chocolate quente! Mas, é claro, ter o mesmo clima durante muitos meses também cansa e essa é a principal desvantagem.

costumes espanhois 2

Neve!!!

6- Menos machismo

A Espanha ainda carrega consigo a fama de ser um país machista e patriarcal.  E é, mas cada vez menos! Falo da minha percepção aqui e o que vejo é que aqui os caras traem muito menos suas namoradas/esposas, dividem MESMO as tarefas de casa (não  tem essa de ajudar) e também compartilham o cuidado dos filhos. Amo ir ao parque e ver os pais sozinhos com seus filhotes. A Espanha também foi um dos primeiros países da Europa a legalizar o casamento gay.

7- Cultura acessível

Sei que no Brasil rolam muitas atividades culturais gratuitas ou baratas, mas no geral elas são caras. Por aqui, há de tudo, mas é possível fazer muita coisa interessante sem gastar nada ou gastando muito pouco. Não só o que é mais turístico (como contei nesse post), mas pequenos centros culturais onde a oferta é ampla e variada. Outra coisa que favorece isso é ter um transporte público de qualidade, assim você não se preocupa se vai sair de um show tarde e não vai ter ônibus ou até mesmo encontrar um táxi pode ser um desafio, como aconteceu algumas vezes comigo em SP.

centro cultural

8- Vida mais relaxada

Os espanhóis trabalham muito, como mostram pesquisas sobre o tema. Mas o espanhol não é, no geral, um workholic. Ele trabalha porque precisa, mas o que ele curte mesmo é desfrutar da vida e eu acho que é esse é um lema a ser seguido por nós, brasileiros, sempre obcecados em ganhar mais, em comprar carro novo, etc.

Clássico passeio de domingo: passear pelas ruas de Madrid em mercadillos, ir a bares, restaurantes...

Clássico passeio de domingo: passear pelas ruas de Madrid em mercadillos, ir a bares, restaurantes…

9-Preços mais baixos

É inegável que o custo de vida na Espanha é mais baixo que no Brasil e isso facilita muito a vida por aqui. Roupas, alimentos, transporte e aluguel são mais baratos que em grandes cidades brasileiras, além da saúde e educação pública daqui também terem um peso importante. Mas, além disso, a vida na Espanha é mais simples e não há uma preocupação com a ostentação, o que também pode ser reflexo da crise.

costumes espanhois  9

10- Cultura das tapas

Claro que eu não poderia terminar sem falar nisso, né? Aqui em Madrid todo mundo faz quase tudo a pé e é bem comum numa sexta à noite ir a um bar para tomar algo, ir caminhando até outro, seguir para outro e assim vai. Numa noite é possível passar por uns cinco ou seis bares com diferentes ambientes, cervejas e tapas. Eu AMO isso! E amo essa coisa que o espanhol tem (e que o álcool favorece) de ir fazendo amigos a cada bar ou no caminho de um a outro, fazendo com que o grupo aumente durante a noite. Se você nunca teve uma noite de cañas y tapas, você nunca esteve na Espanha!

costumes espanhois 4

E vocês, o que mais curtem da Espanha? Discordam de algum desses pontos?

Anúncios

11 Comentários

  1. Valter · · Responder

    Estranho vc dizer que as coisas ai são mais baratas!
    Veja https://www.metromadrid.es/en/viaja_en_metro/tarifas/billetes/, nunca consegui comer por menos de 12 Euros que são equivalentes a R$ 41,00… Passagem de Metro ou Trem a mais barata custa EUR 1,50….

    1. Oi, Valter

      A questão é que a simples conversão de moedas não vale nesse caso, ainda mais se fizermos a comparação agora, em que o real está bem desvalorizado! Você tem que levar em conta o custo de vida e os salários em cada país. Na Espanha, o salário mínimo é de 648 euros atualmente – se fizermos as contas são cerca de R$ 2.200! Para turista, é diferente… mas ainda assim sempre que recebo visitas o pessoal diz que roupas e alimentos são mais baratos aqui.

  2. Valter. · · Responder

    Bom! No caso de roupas é vdd, pois se observarmos a ZARA por exemplo, aqui em SP ela é uma loja de Grife e bem cara, ai na Gran Via é uma loja comum e muito barata!

  3. O que as pessoas não entendem é que a conversão serve apenas para TURISTAS. Para quem vive no local, o valor que é cobrado é o valor que é cobrado e fim, sem conversões, apenas considerando a moeda e a economia local. A gente tem costume de converter porque é turista, mas quando moramos no local, muda tudo.

    Eu achei a Espanha absurdamente barata até mesmo para turistas. Uma refeição completa me custava 10E, e na epoca o euro estava 3 reais. Com 30 reais, eu como apenas um PF na Vila Olímpia. Sem bebida nem sobremesa. Em Madrid, era entrada, prato principal, sobremesa e uma cerveja.

    A Espanha é incrivel, e foi como você disse lá em cima – não é comparação pra ver quem é melhor ou pior, é mais um post para mostrar quanta coisa fantástica tem lá sem excluir as coisas fantásticas daqui e cada um com suas coisas fantásticas.

    Cê sabe que amo seu blog, né?

    Beijo!

    1. Julie, que fofo teu comentário! É bem por aí mesmo e, além disso, às vezes o que é caro para uma pessoa não é para outra. Tenho amigos aqui que acham ok gastar 25 euros num almoço qualquer, mas para mim isso já é um pouco mais caro. Além disso, é o que você falou, na Vila Olímpia as coisas são super caras, mas no interior de SP é possível gastar muito menos comendo. É bem complicada essa comparação.
      Ganhei o dia! Vem logo pra gente comer churros, rs!

      Beijo

  4. Valdir Camargo · · Responder

    Legal… Eu passei antes um e-mail para vc perguntando algumas indicações e logo em seguida achei seu blog com estas informações que também concordo, com tudo e algo mais sobre os encantos de Madrid, ainda mais para nós que vemos e vivemos no meio de tantas disparidades, injustiças e mal aplicação dos impostos arrecadados no Brasil (e isso não significa que amemos menos o Brasil – só gostaríamos que fosse melhor administrado e que funcionasse melhor como as coisas por aí).
    Quero conhecer esses pontos tradicionais de Madri (e não caros) para saborear os tais churros, tapas, jamon, cochinillo, paella, entre outros . Vc me responde com tais dicas? E depois, fale mais sobre a melhor maneira de conhecer o litoral norte da Espanha (de San Sebastian à Vigo, passando por Picos, que infelizmente não poderei conhecer este ano, mas com certeza já está bem cotado para o próximo ano.
    Abraços.
    Valdir-São Paulo-SP

    1. Oi, Valdir! Há muitos lugares para curtir tudo isso, como os mercados municipais (San Miguel, San Antón, San Ildefonso) e também bares de tapa. Nesse post você encontra 5 dos mais bacanas em la Latina: https://blogueirosmadrid.wordpress.com/2015/07/23/bares-para-comer-e-beber-bem-em-la-latina/

      Para ir ao norte, eu recomendaria ou ir de trem e alugar um carro lá ou ir diretamente de carro. Há muita coisa no norte que ainda não conheço, mas espero que até a sua viagem eu tenha passado por lá e possa compartilhar em alguns posts por aqui.

      Um abraço!

  5. Júlia Gomes · · Responder

    Lari, como vc se virou para aprender espanhol? Eu tenho o espanhol básico de escola, mas n é suficiente..

    1. Eu estudei espanhol durante um ano e meio numa escola de idiomas aí no Brasil e também vim fazer um curso intensivo de espanhol durante um mês aqui na Espanha. Quando voltei pro Brasil, estudei bastante por conta própria para tirar o DELE.

  6. hérika · · Responder

    Oi Larissa! Pena não ter te conhecido pessoalmente na minha última estada ai na Espanha. Concordo com vc em tudo, a gastronomia é maravilhosa inclusive agreguei alguns itens aos meus hábitos aqui no Brasil, jámon, chorizo, gazpacho, se bem que este último foi mais estranho no começo, rsrs.

    A segurança nem se fale, tão bom sair a noite de barzinho em barzinho, com a sensação de tranquilidade, apesar que ainda dá um medinho pra quem é de SP, a gente sempre acha que vai acontecer alguma coisa.

    Puxa tudo é incrivel! Difícil não se apaixonar, mas sempre penso que até agora fui como turista, não sei como seria o dia a dia.

    Meu namorado voltou pra Madrid, definitivamente, dia 2 de setembro e eu estou aqui me preparando pra decidir se vou no ano que vem, vamos ver como ficará esta fase do namoro estando longe.
    Apesar do meu “emprego estável” aqui e da oportunidade de ficar 2 anos ai, estou tentando ver a possibilidade de aproveitar para estudar, de repente até um mestrado, por isso gostei muito dos posts sobre estudar ai.

    Já falei que adoro seu blog, pra mim ele é uma forma de conhecer a Espanha na visão de uma brasileira.

    Beijo enorme!

    1. Hérika, obrigada!! Acho que o mais legal de adotar aí é simplificar e ocupar o espaço público! Espero que dê certo seu retorno. Obrigada pelo carinho! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: